5 dicas práticas para quem quer conhecer Santorini

Compartilho com vocês os passeios que eu mais gosto de fazer em Santorini. Alguns deles são fáceis de fazer a pé ou de ônibus, alguns precisam de carro, quadriciclo ou moto. Em outros casos, o melhor é comprar o passeio com agências de turismo locais ou por sites especializados em Grécia.

Dicas de Santorini, Grécia
Dicas de Santorini, Grécia

Dicas sobre o que fazer em Santorini

Quando falo sobre os passeios na ilha de Santorini, na Grécia, penso em mostrar o que a ilha tem de melhor e não apenas o turismo básico, que todo mundo faz.

Dica 1) Caminhada pelas ruelas de Fira, que é a capital de Santorini, onde tem mil e uma coisas muito características desta ilha grega. Lojas de souvenirs, tavernas deliciosas, hotéis com suítes penduradas na caldeira, museus, igrejas, cafeterias com a vista do vulcão e por aí vai.

onde ver o por do sol em Santorini caldeira
Café Irini, para ver o pôr do sol tranquilamente em Santorini, na Grécia

Fira é um passeio bem característico em Santorini e você pode fazer ele no seu tempo, no seu ritmo.  É uma  opção de passeio legal para o dia e mais ainda para o final da tarde, onde o pôr do sol é lindo e você já pode escolher   alguma taverna típica grega ou em restaurantes de culinária internacional para seu jantar. A escolha é sua 🙂 Eu prefico Fira na parte da tarde!

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Fira no entardecer

E a famosa vila de Oia, em Santorini?

Dica 2) Outro passeio interessante é caminhar em Oia (a pronúncia correta é Ía). Oia é uma vila bem famosa em Santorini, provavelmente a mais fotografada de Santorini, mas parece parada no tempo. É lá que muitos turistas vão para ver o pôr do sol mais comentado da ilha.

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Oia

Atenção: é provável que Oia fique bem cheia nas tardes verão, então se quiser fugir da multidão, vá para Oia nas primeiras horas da manhã. A luz é maravilhosa e é muito mais fácil para tirar fotos! E sentir a atmosfera real de Santorini. Eu prefiro Oia pela manhã mas é porque já fui muitas e muitas vezes em todos os horários – se quiser ver o pôr do sol de lá, vá, sempre vale a pena!

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini – Oia pela manhã

E se bater a fome, vá comer em Amoudi

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Amoudi

Dica 3) A baía de Amoudi, que fica próximo a vila de Oia, é linda e pitoresca e tem restaurantes bem nativos.  O paredão vermelho, os burrinhos, os barquinhos, as aguas calmas e a verdadeira comida de ilha são o grande atrativo desta parte de Santorini que eu amo!

É bom saber que a ruazinha que leva até Amoudi enche de carros, então vá de transfer ou deixe seu carro na primeira vaga que encontrar, porque muitas vezes não dá para manobrar quando chegar láaaaa embaixo!

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Amoudi
Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Amoudi

Para conhecer Santorini, é preciso conhecer Akrotiri

Dica 4) O passeio pelo sitio arqueológico de Akrotiri é bem interessante para quem curte história porque Akrotiri é lendariamente conhecida como Atlântida. E se você quer conhecer Santorini de verdade, tem que passar por Akrotiri. Pelo menos uma parte da cidade perdida de Atlântica pode ser vista neste sítio arqueológico com impressionantes obras conservadas. E ainda, o caminho até lá passa por partes lindas e vistas de tirar o fôlego na região de Akrotiri.

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Sítio Arqueológico de Akrotiri

E se você não é fã de sítios arquelógicos, vá a Akrotiri mesmo assim, pois só quando você visita a região é que você conhece de fato a Praia Vermelha e os recortes mais inacreditáveis da ilha de Santorini!

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Praia Vermelha
Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Akrotiri

Imperdível dos imperdíveis: Passeio de barco em Santorini

Casamento em Santorini passeio de barco
Dicas de Santorini: Passeio de barco em Santorini

Dica 5) Passeios de barco, caravelas e catamarãs em Santorini são uma ótima pedida para dias ensolarados e de mar calmo. Não deixe de fazer! É diferente de todos os tipos de passeio de barco que você já possa ter feito na vida, porque é em torno de um vulcão 🙂 A energia do local é mágica e o pôr do sol é de se apaixonar.

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini: Passeio de barco

Existem algumas opções interessantes como o passeio de caravela para o vulcão, que tem até duas horas de exploração e caminhada no vulcão de Santorini. Depois, as caravelas vão até as termas para quem quiser nadar e ainda alguns passeios param na belíssima e minúscula ilha de Thirassia, bem a frente de Santorini. Eu amo este passeio!

Dicas-de-Santorini
Dicas de Santorini

Ainda dá para alugar catamarãs ou barcos particulares para grupos que querem privacidade e animar os amigos com comida boa de ilha e vinho de Santorini a bordo.  Estes passeios privados precisam de ser agendados com antecedência e negociados direto com os gregos em Santorini. Se quiser, fale conosco!

Ainda tem as belíssimas praias da ilha de Santorini (leia aqui) e se você tiver tempor não deixe de visitá-las, a estrutura das praias de areias negras é muito top....

Ah, gente, é tanta coisa legal para fazer e muito lugar lindo para ver em Santorini! 🙂

Ajudei com estas sugestões de passeios? Se gostou, compartilhe!

Quer mais informações sobre Santorini?  🙂 É só pesquisar por aqui – tenho mais de 200 posts sobre Santorini aqui!

Mil beijos, leitores!

O que vestir no inverno na Grécia: 10 dicas e looks!

Queridos leitores!

Como estou em mais uma viagem maravilhosa pela Grécia e muitos de vocês pediram dicas do que vestir no inverno na Grécia, criei este post para vocês fazerem suas malas sem quebrar a cabeça 🙂

O que vestir na Grécia no inverno!

Muitos de vocês sabem que a Grécia é um destino incrível para o verão (ainda mais as ilhas gregas!) mas a Grécia também é muito linda no inverno. É importante saber o que esperar dessa viagem, então se você acha que vai tirar aquela foto na piscina de borda infinita, comece por este post sobre Santorini no Inverno: o que você precisa saber.

Saiba sobre as temperaturas no inverno na Grécia:

Antes de mais nada, saiba que no inverno na Grécia, as temperaturas variam de 0 a 15 graus Celsius. A média tende a ser 10 graus nos meses do inverno (médias para Atenas) e é claro que no norte é muuuuito mais frio e que nas ilhas o tempo é maluco e imprevisível. No micro clima das ilhas, a única coisa que nunca falha é o vento gelado. Como eu não sou profeta nem mulher do tempo, a melhor coisa é conferir as temperaturas próximas ao local e data de viagem em sites, como este aqui:

http://www.holiday-weather.com/athens/averages/#chart-head-temperature 

E em muitos anos de viagens no inverno da Grécia, já peguei semanas bem quentes com sol, céu azul e até 18-20 graus como também já presenciei frentes frias que levam a sensação térmica para -3. Então, é um pouco difícil de ter certeza do que vai ser, mas organizei tudo de importante e útil que aprendi nessas viagens para compartilhar aqui. Espero que ajude 🙂

10 dicas sobre o que vestir no inverno na Grécia:

1) Antes de mais nada, prepare-se para o longo voo até a Grécia. Lembre-se que no Brasil é verão enquanto na Grécia é inverno e a pior coisa é já chegar no país morrendo de frio. Como o ar condicionado da maioria dos aeroportos funciona e o ar dos aviões é gelado, meu conselho é viajar já com calça comprida, blusa de frio e casaco grosso na mão. Eu ainda levo na bolsa de bordo alguns itens que podem me salvar mas que dependem do seu nível de frio (meia calça, meia térmica, gola de lã, cachecol, mais uma blusa de frio, uma camiseta para colocar por baixo e por aí vai….)

Esta e todas as fotos deste post são do meu Instagram – e aproveito para fazer o convite: vem comigo pelo mundo no @luana_sarantopoulos 😉

O que vestir no inverno na Grécia (5)
O que vestir no inverno na Grécia – Look para viajar para a Grécia

2) Leve um casacão que você ame. Ele pode ser super básico ou super diferentão, o importante é usar algo que te deixe sempre protegida do frio na medida que você sente que é confortável. É bom que ele seja “larguinho” assim você pode colocar camadas de roupa embaixo, em caso de frio extremo (veja a dica número 3, mas antes a foto do look do meu casaco “básico” – já postei muitas fotos com ele!)

O que vestir no inverno na Grécia (2)
O que vestir no inverno na Grécia – Delfos, Grécia

3) Aprenda a usar camadas de roupas. Muita gente que mora em lugar frio ou viaja sempre para locais onde os invernos são rigorosos (o da Grécia não é tão rigoroso) sabe que usar camadas é o segredo para não morrer de frio na rua nem de calor nos locais fechados. Segundo um amigo meu islândes, “não existe tempo ruim, apenas roupas ruins para aquele tempo”. Então, já monta a mala pensando: camisetinha + blusa de manga comprida + blusa de lã grossa + casaco grosso + gola de lã….e use a quantidade necessária para aquele dia.

Mais dicas sobre o que levar na mala para a Grécia aqui neste link.

 

O que vestir no inverno na Grécia (2)
O que vestir no inverno na Grécia – Atenas, Grécia

 

4) Saiba que, em geral, o inverno na Grécia é agradável. Nem um pouco similar com Islândia, Reino Unido e outros locais que tem chuvas ou neve constantes, o inverno na Grécia tende a ser ameno, ainda mais se você for sortudo. Mas ainda assim, mesmo para um dia quente e com céu azul, é bom lembrar das camadas e ter sempre o casacão a mão.

O que vestir no inverno na Grécia (12)
O que vestir no inverno na Grécia – Santorini

 

5) O dia pode estar lindo, mas o vento pode e deve estar gelado.  Vento é uma constante nas ilhas gregas, ainda mais nas ilhas gregas do mar egeu, como as famosas Santorini e Mykonos. Então, é melhor escolher as roupas para a viagem já sabendo que vai ter vento, aí não tem erro.

O que vestir no inverno na Grécia (2)
O que vestir no inverno na Grécia – Santorini, Grécia

6) Tenha sempre opções de look total black. Não sei se vocês sabem que eu sou a perua assumida dos posts de looks 🙂 E no verão na Grécia gosto de usar muito branco e colorido e no inverno gosto muito de usar preto e cores sóbrias. Se você não se importa com isso, ok, seja feliz do seu jeitinho, e se você se importa saiba que um look completo com preças pretas é uma ótima pedida para o inverno na Grécia.

O que vestir no inverno na Grécia (10)
O que vestir no inverno na Grécia – Atenas, Grécia

7) Ah, leve a jaqueta de couro! Não importa se ela é nova ou antiga, colorida ou preta, se você tem uma jaqueta de couro prepare para usar ela em cima de todos os looks que você quiser no inverno da Grécia.

8) Aproveite para visitar a Acrópole de Atenas no inverno da Grécia. Lá de cima, um dos pontos mais altos da cidade, pode e deve estar mais frio e com um vento considerável então aproveite para levar e usar sua golã de lã ou cachecol.

O que vestir no inverno na Grécia (10)
O que vestir no inverno na Grécia – Atenas, Grécia

 

9) Para os pés: botas de salto baixo e aquele tênis que você ama – de preferência aqueles que ficam confortáveis com meias de lã, porque pé gelado aumenta demais a sensação de frio. E leve também uma bota de salto alto para eventos bacanas ou para sair a noite.

O que vestir no inverno na Grécia (9)
O que vestir no inverno na Grécia – Atenas, Grécia

10) Respeite seu estilo, SEMPRE. Eu adoro usar cinza e preto no inverno, mas também usei bastante jeans e rosê nessa última viagem. O melhor é ser feliz, gente, preciso nem falar, ne? 😉

Espero este post com minhas dicas do que vestir no inverno da Grécia tenha sido útil. Como de costume, quero desejar mais uma vez que vocês realizem o sonho de viajar para a Grécia! É um país maravilhoso que está de braços abertos para os viajantes brasileiros.

Venham!!! Mil beijos!

O que vestir no inverno na Grécia (4)
O que vestir no inverno na Grécia – Santorini, Grécia

30 fotos de Casamento em Santorini para inspiração!

Ah, casamento em Santorini! Se você é uma noiva louca pela ideia de se casar em Santorini, junte-se a nós! Somos apaixonadas por celebrar o amor na ilha grega do vulcão. Ai, a ilha grega de Santorini, o mar mediterrâneo e aquele azul-verde de tirar o fôlego, o pôr do sol mais romântico do mundo, a lua de mel pelas ilhas gregas…e muito, muito amor no ar! E mais!

Neste post, vamos mostrar uma seleção com fotos que são uma super inspiração quando o assunto é Casamento em Santorini. Foi super difícil escolher apenas 30 fotos! A gente queria 300 🙂 E para o post não ficar insanamente pesado, tive que colocar as imagens em uma “resolução web” – sorry, mas tenho certeza que vocês vão amar mesmo assim! Acho que vai dar para vocês terem uma ideia da nossa paixão pelos Casamentos em Santorini que fizemos em 2017. É muito amor envolvido!

Fizemos uma compilação com um pouco de tudo: vestidos, cenários, poses, decoração e claro, momentos únicos que são os que nos fazem sonhar com Santorini. O ingrediente secreto em cada foto (aquele “X factor”) fica por conta do estilo especial de cada noiva, da história do casal, da alegria da família e da empolgação dos convidados.

Se você ainda não decidiu se a ilha de Santorini é ou não é para você, ou se você ainda não decidiu a data do seu casamento….prepara o coração! Essas fotos são muito lindas e emocionantes e claro, elas são feitas de puro amor. Então, noivas de Santorini, um combo especial de inspiração e sonho é o que desejo para vocês nesse começo de ano! E sempre!

Vamos às fotos de inspiração para Casamento em Santorini!! É apenas uma parte das fotos – postaremos mais em breve!!

Casamento em Santorini (15)
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
 Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Miltos Karaiskakis
Casamento em Santorini
Foto de Marcus Moriyama
Casamento em Santorini
Foto de WeLoveWedds
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Miltos Karaiskakis
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Marcus Moriyama
Casamento em Santorini
Foto de Marcus Moriyama
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories
Casamento em Santorini
Foto de Ben Rigas, Wedding Stories

Para 2018, o que eu quero é leveza (e uma boa dose de coragem!)

2017 nem acabou e eu já estou em 2018? É ISSO MESMO 2017, ACABA LOGO #peloamor!

Este ano passou voando, cheio de situações-limite, acontecimentos inacreditáveis e avanços empolgantes. E posso falar? Não vou sentir saudade dessa intensidade maluca em 2018. Eu quero, preciso, necessito de paz! Eu quero é leveza!

A gente tá careca de saber que tem que comer melhor, dormir mais, fazer algum esporte e fortalecer os hábitos saudáveis. E nada disso vai estar na minha lista de afazeres em 2018. O que eu quero mesmo é sofrer menos, socoooorro!

Se você é mulher, nos seus 20 e muitos ou 30 e poucos, vai me entender. A gente quer ser feliz, ter família, ter sucesso no nosso trabalho. Ter uma aparência da qual nos orgulhamos é aquele plus para muitas. Não importa onde colocamos nossa energia, a gente quer ver os frutos do nosso empenho. E putz, em 2017 eu quase enlouqueci nessa batalha de ter que escolher entre trabalho e família. Ser fitness eu já desisti há tempos (amo demais o arroz com feijão e o chocolate). Por quê que tem que ser assim? Tem que ser mesmo? Eu quero escolher EU, tem como? Quero ser feliz, gente, “só isso”. Dá pra ser?

Mas você tem tudo, que que te impede de ser feliz??!!!…..Alguém que não sabe de metade da sua história vai falar. Eu tenho é muito chão caminhado (inevitavelmente muitos tombos feios para alguns momentos de glória) e ainda muito chão pela frente. Gratidão e moderação são sempre bem vindos, então vale mencionar que 2017 foi um ano abençoado em muitos aspetos. E o que foi ruim, minha gente, bota no “balaio do aprendizado” e “segue o barco”. O mundo não vai parar para mim e nem para você aprender gentilmente o que deve ser mudado. É uma pancada atrás da outra para ver se a gente aprende na dor.

E de pancada em pancada, cheguei a uma conclusão dura no final deste 2017. Se eu tinha de escolher, ia escolher me amar. Eu estava disposta a fazer tudo o que fosse preciso para parar de sofrer, não aguentava mais me rasgar por dentro, não podia dar uma metade de mim para o trabalho e outra metade para a família.No meio de tanta ansiedade, do pânico, quando dias ruins viraram o “novo normal”, o desespero gritou alto e eu quase perdi tudo. Quase.

Em 2017, gritei, chorei, adoeci, surtei, sofri demais. Mas ainda em 2017, respirei fundo, levantei a cabeça e voltei das cinzas, ainda mais forte.

Porque se são nos momentos de fundo do poço que mais crescemos como seres humanos, uma lição confesso que aprendi. No ano que vem, não quero mais isso nem menos aquilo, eu quero é ser leve. Saber me doar 100% para a família quando meu coração quiser e poder dedicar 100% ao trabalho quando minha alma empreendedora pedir. E fazer a escolha com leveza.

Me chamem de romântica, vocês já sabem que eu sou mesmo. E se meu plano não é infalível, ele é pelo menos melhor do que o que usei em 2017.

Começo o ano de 2018 com mais esperança de dias bons, de conversas mais reais e de manifestações mais autênticas. Esperança de um mundo melhor. Esperança de que as pessoas queiram ser melhores. 1% a cada dia, certo?

Amigos leitores, mãos a obra. Bora colocar foco na energia boa, amor no coração e sonhos para os dias que virão por aí. Porque a vida anda para frente e não adianta lamentar o 2017. É se libertar e correr atrás para que 2018 seja, de fato, um ano melhor.

Feliz 2018 😍😍😍😍 Mil beijos e muita coraaaaaaaagem!

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia 

Ilha de Folegandros: o paraíso grego gourmet fora do mapa!

A ilha de Folegandros é uma daquelas surpresas maravilhosas no meio da loucura do verão grego. Com tantas ilhas para conhecer na Grécia, Folegandros passa despercebida na maioria dos roteiros dos brasileiros. E foi apenas na minha última temporada na Grécia que decidi conhecer a Ilha de Folegandros: o paraíso grego gourmet fora do mapa!

Vocês que acompanham o blog sabem que eu não vou escrever aqui um post estilo wikipedia e não faço ideia quantos habitantes tem a ilha e não me interesse pelo “roteiro obrigatório”. Vamos falar de coisa boa: experiência real, comida de primeiríssima e praias paradisíacas!! Yebaaaa 🙂

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Decidi visitar a ilha de Folegandros depois de muitos comentários positivos dos meus amigos gregos de Santorini. No meio da alta temporada, meados de julho, eu e minha mãe, finalmente pegamos o barco de Santorini para Folegandros. A viagem foi super curta e tranquila, e um amigo de um grande amigo nos buscou no porto Karavostasi (não se preocupe com os nomes, gente, lá é super pequeno e as pessoas são muito amigáveis, então tá fácil de resolver!).

Seguimos para o hotel Kallisti, que é um daqueles lindos em Chora, super sossegado, com uma vista bem especial da Igreja da Virgem Maria. A piscina do hotel foi uma atração para mim, porque uma dose de sossego no meio das ilhas gregas era tudo que eu precisava para começar a viagem da melhor maneira!

Ilha de Folegandros Grécia (1)
Hotel Kallisti, Folegandros, Grécia

Eu gostei muito da localização do hotel, porque ficava a apenas 5 minutos do centrinho de Chora e logo na frente passava um ônibus que levava para as praias. E uma praia que entrou direto para a minha lista de praias perfeitas das ilhas gregas foi: Praia de Agali, em Folegandros. Lá é um verdadeiro paraíso no maior estilo ilhas gregas, só que tem um plus: com 1/10 do número de pessoas que você vai encontrar nas outras ilhas gregas 🙂

A vista, quando você desce do ônibus, é mais ou menos assim:

Ilha de Folegandros Grécia (2)
Ilha de Folegandros, Grécia

As águas são calmas e quentes, e é um lugar perfeito para ir com crianças, mas para minha sorte as crianças que estava lá eram super calmas e silenciosas. A maioria das pessoas na praia também, cada um lendo seu livro ou tomando sua biritinha no seu mundo, sem incomodar o vizinho.

Quando entrei na água, me apaixonei pelas cores do mar. E para quem gosta de mergulhar, ali é cheio de peixinhos coloridos e pedras brancas no fundo 🙂

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

É bom saber que a praia é pequena e possui uma estrutura limitada. Me explico: não tem aqueles beach bars gigantes de Mykonos e Santorini. Mas caminhando 2 minutos para fora da areia tem algumas cafeterias e restaurantes, com comida fresca e vistas de tirar o fôlego. Vi aluns hotéis bem legais ali também. Dá para ter uma ideia do que estou falando na foto abaixo:

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Depois de curtir a praia de Agali, pegamos o barquinho e fomos para Agios Nikolaos, uma pequena praia há apenas 5 minutos de Agali. O visual do paraíso é mais ou menos assim:

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros Grécia

Por mais que seja parecido com Agali, a praia de Agios Nikolaos tem seus segredos. É ali que fica localizado um dos restaurantes mais deliciosos (quesito comida e atmosfera) de Folegandros: o Papalagi. Olha a vista do caminho que me levaria até lá:

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

No Papalagi, ficamos saboreando vários pratos da culinária grega e ainda conhecemos a fantástica Manina, que nos contou muito sobre as inspirações para os pratos 🙂 Eles têm muita coisa especial no cardápio, portanto não espere apenas uma refeição de taverna grega. O Papagali guarda muitas outras surpresas. Eu amei este lugar.

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

No dia seguinte, pegamos o mesmo barquinho, porém passamos por Agios Nikolaos e fomos para a praia vizinha: Livadaki. O percurso é curto e tranquilo e o mar é tão calminho……

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Do barquinho, a vista da praia de Livadaki é bem impressionante. A pequena parte branca é o que chamamos de praia : )  Mas ali, a beleza da natureza e a força das rochas é o que marca na memória. Ah, e o silêncio.

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Ficamos pouco tempo na praia de Livadaki e pegamos o barquinho quando ele voltou pois esta praia é mais selvagem, estava muito quente e as poucas sombras já estavam ocupadas. As pedrinhas são bem desconfortáveis para sentar ou deitar. É bom consultar os horários dos barcos, levar bastante água, alguns snacks e preparar para ver geral pelado no Livadaki.

Mas falando francamente, tirando os meus mimimis, o lugar é lindo demais e vale totalmente uma visita!

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Na volta, paramos novamente na praia de Agios Nikolaos e fomos comer no Papagali 🙂

Eu achei que tinha sido uma feliz coincidência, mas nossa jornada gastronômica (também conhecida como roliçagem 3 x por dia) me fez entender que Folegandros tem uma caraterística muito peculiar: a culinária mediterrânea com uma pegada gourmet e um twist inesperado.

Não me leve a mal, tem gente que gosta de gourmet, tem gente que detesta gourmetizados e por aí vai, não quero criar polêmica aqui. Eu gosto de comida saborosa, comida boa, seja da casa da vó ou do DOM. O que estou tentando dizer aqui foi que em Folegandros existe uma maior variedade de experimentações quando falamos de cozinha grega. E mais, muitos restaurantes são pequenas boutiques, os chefs são jovens cheios de talento, o atendimento é bem especial e a experiência é, em geral, uma combinação totalmente inesperada para uma ilha grega pouco famosa. Um dos chefs gregos locais me explicou que eles são internacionalmente conhecidos como a ilha gournet das Cíclades.

Anota aí: para sua próxima viagem, ilha de Folegandros, na Grécia!

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Talvez por sua proximidade com as bombadas Mykonos e Santorini, Folegandros tenha sido ofuscada em termos de fama. Talvez, a sua maior benção seja a timidez frente às grandes ilhas famosas. Enquanto caminhava pelas ruas de Chora, despreocupadamente, uma pergunta girava na minha cabeça…“cadê o povo, gente? Cadê as multidões de turistas?”

Turismo de massa não existe em Folegandros, graças a Deus. Sem aeroportos lotados nem cruzeiros ferozes, Folegandros continua calma e sofisticada. Nossa caminhada rumo ao pôr do sol foi agradável e tranquila e vale a pena dedicar algum tempo para ver as lojinhas de moda e até de souvernirs. Os itens são bem diferentes, mas os preços podem ser salgadinhos também.

O público da ilha parece mais cool e sofisticado e o mais importante, sem passos acelerados e sem paus de selfie 🙂 Os casais andam calmamente de mãos dadas, apaixonados. Me animei em Folegandros, enfim, algo diferente! Descobri um pequeno paraíso para os meus momentos relax no alto verão grego.

Seguimos para ver o pôr do sol na Igreja da Virgem Maria (Panagia) que fica no alto da cidadezinha. A caminhada dura uns 15 minutos, mas eu acho que demorei mais porque fomos com calma, apreciando a jornada.

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros Grécia

Chegando lá em cima, o que se vê é uma Igreja branquinha simpática, com uma vista linda da ilha toda.

Ilha de Folegandros Grécia (18)
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

E quando a tarde vai despedindo e a hora mágica se aproxima, as pessoas se posicionam de costas para a Igreja e de frente para a imensidão do mar. É hora do show – e em Folegandros presenciei um dos mais belos espetáculos de pôr do sol!

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Depois do show da natureza, é hora de voltar para as ruelas branquinhas de Chora, encontrar um restaurante delicioso, sentar, comer bem, rir da vida, agradecer a Deus, e sonhar com mais um dia nas ilhas paradisíacas da Grécia.

Eu voltaria, sem dúvidas, para a ilha de Folegandros. Minha sugestão é ficar pelo menos 3 dias por lá, mas eu ficaria uma semana sem nem pensar duas vezes:)

Para finalizar, quero contar que também fizemos um passeio de barco que durava quase todo o dia e ia na caverna dourada (um dos pontos super comentados da ilha) e nas praias que mencionei aqui no post. Eu não tirei muitas fotos porque no dia estava muito muito muito quente (foi aquela onda de calor nas ilhas, sensação térmica de 55 graus Celsius) e eu estava malsss. Mas para você terem uma noção do barquinho…:

Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Espero que tenham gostado do meu post sobre a ilha grega de Folegandros. Visitem as ilhas gregas, leitores, e aproveitem para conhecer ilhas não tão glamourosas, elas são muito belas porém muito mais econômicas e sossegadas.

Abaixo mais algumas fotos para vocês. Mil beijos!!

Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Folegandros Grécia
Eu e a mamys, Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia (20)
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia
Ilha de Folegandros Grécia
Ilha de Folegandros, Grécia

Dicas de Santorini, Grécia: temporada 2017-2018

Amigos leitores do blog 🙂 Depois de muitos e muitos dias de verão em Santorini, decidi fazer este vídeo com Dicas de Santorini, Grécia: temporada 2017 e 2018.

Neste verão, algumas coisas mudaram. A ilha grega de Santorini estava bem mais cheia, e isso afeta e muito a logística do dia-a-dia. A parte boa é que os estabelecimentos estão cada vez melhores, a estrutura da ilha está 10 demais, os beach bares estão lindos e com uma atmosfera maravilhosa de verão no paraíso e temos restaurantes para todos os gostos! 🙂

Dicas de Santorini, Grécia
Dicas de Santorini, Grécia

Vamos fazer um post super detalhado com essas news, mas para começar a entrar no clima do planejamento da sua viagem para Santorini em 2018, aqui vai meu último vídeo feito lá 🙂 Direto do Cavo Ventus, em Akrotiri, Santorini!

Este vídeo é bem completo, espero que você adorem e claro, mandem suas contribuições. A gente conhece Santorini melhor do que conhece São Paulo mas estamos aprendendo sempre com vocês, leitores! Suas dicas são muito bem vindas!

Dicas de Santorini
Dicas de Santorini, Grécia

Ah, e se você está curioso sobre Santorini, também posto abaixo alguns vídeos que vão te ajudar a organizar sua viagem para Santorini: Onde ficar, dicas sobre as praias de Santorini,  o que fazer, o que você precisa saber, Santorini no inverno e quanto custa um casamento em Santorini.

Espero que ajude, amigos!! Bora pra Grécia! Mil Beijos 🙂

Casamento em Santorini: O amor e o sonho

Se você se pergunta: Lulu, é possível fazer meu Casamento em Santorini? É muito caro? Você acha que meus convidados vão até a Grécia? Este post é para você que sonha casar em Santorini, mas não faz ideia do que rola na ilha grega do vulcão!

Sei que muitos de vocês acompanham o blog e sabem que eu fiquei bastante tempo na ilha grega de Santorini no verão de 2017. Eu estava acompanhando de perto cada detalhe dos bastidores da realização de nossos Casamentos em Santorini, na Grécia!

***Todas as fotos deste post são do meu acervo pessoal- tiradas com muito carinho, nos bastidores – são apenas alguns momentos dos últimos casamentos, mas ainda vou postar muita coisa linda no blog 🙂 ) Para ver alguns álbuns completos, clique aqui!

Casamento em Santorini 6
Casamento em Santorini – Yasmin e Diego

E para mim não importa o tamanho do casamento, o número de convidados ou o valor investido no menu de bebidas – para mim  (e para nossa equipe da Casamento em Santorini) o que importa é o sonho da noiva 🙂 Cada noiva é super especial mas as noivas de Santorini tem uma característica muito peculiar: elas são sonhadoras sim, mas além de tudo, elas são realizadoras de sonhos!

Casamento em Santorini
Casamento em Santorini – Anna e Junior

Em Santorini, nesta temporada de 2017, nós fomos testemunhas de muitos casamentos “pra lá de especiais”. É uma pena que não possa estar presente em todos os nossos eventos, mas em cada momento único que pude presenciar fica muito claro todo o carinho envolvido na realização daquele sonho tão querido. Aquele sonho que estava lá na gavetinha dos impossíveis até que você criou coragem de colocar “Casamento em Santorini” na pesquisa do Google e aí você falou com a gente 🙂 Da nossa parte, só vamos investir alegria, energia boa e gás: “vamos fazer acontecer! Bora para Santorini”!

Casamento em Santorini 8
Casamento em Santorini – Mari e Leandro

Organizar o casamento é o nosso trabalho, mas o verdadeiro valor disso poucas pessoas entendem. O nível do serviço, a dedicação dos envolvidos, o amor em cada arranjo de flor, a cor do cupcake, a posição da velas de acordo com a imagem que a noiva amou naquele foto do Pinterest –  tudo isso nos importa e muito! A história de amor do casal, como se conheceram, quanto eles já caminharam juntos, a surpresa que é quando a noiva chega grávida e o noivo não sabe….são parte do pacote inesquecível que cada noiva nos proporciona!!! Nosso coraçãozinho fica pulando a cada nova lágrima de felicidade, e a cada abraço de realização. Sim, são muitos casamentos e vivemos correndo para fazer tudo certo. Porque sim, é o seu casamento e queremos que ele seja perfeito e do jeitinho que você sonhou 🙂

E lá em Santorini, na ilha grega onde o vulcão é rei, todos os imprevistos podem e vão acontecer: ventos fortes, ondas de calor, engarrafamentos de burrinhos ou de quadriciclos, mas nada disso vai tirar o brilho do olhar de uma noiva apaixonada pela vida, pelo parceiro, pelo sonho, pela família. Amor é amor, e ele ocupa todos os espaços relevantes neste mundo. Ainda mais em Santorini!

Casamento em Santorini 5
Casamento em Santorini – Nathan e Joanna

Ver cada vestido e perceber que ele é a “cara daquela noiva linda”, seja ela básica ou uma super princesa – não tem preço. Saber que ele foi escolhido a dedo, seja 2 anos antes do casamento ou uma semana antes de embarcar para a Grécia, saber que ele foi dobrado, colocado cuidadosamente na mala, ou ainda que ele tenha viajado para o outro lado do mundo na poltrona ao lado da noiva….a dedicação envolvida em cada minuto de um casamento, o olhar emocionado da mãe, o rosto do noivo que fica molhado de lágrimas quando a noiva atravessa os longos segundos até o altar…… são coisas que só quem vive e está lá de corpo e alma pode entender. E é maravilhoso quando você vive isso!

Casamento em Santorini
Casamento em Santorini – Rosângela e Fábio

E se a gente faz o que faz com tanto amor é porque somos eternas noivas de Santorini. É uma alegria contar para vocês que eu, Luana, a Lulu, a fundadora da Casamento em Santorini fui uma das primeiras noivas brasileiras em Santorini 🙂 É uma honra dizer que algumas de nossas noivas vieram trabalhar conosco depois de seus casamentos dos sonhos. E talvez aí esteja o segredo, a gente sabe a importância desse sonho de casar em Santorini. A gente entende o valor do seu amor e o cuidado que você merece em cada passo dessa jornada.

É isso, noivas queridas. Resumindo: a gente ama fazer parte do seu Casamento em Santorini.

Noivas de 2017, felicidades mil. Obrigada pela confiança na nossa equipe e sigam na jornada da vida com muito amor e muitos sonhos.

Noivas de 2018, preparem-se. O grande dia se aproxima, estamos do seu lado sempre, animadas para fazer o sonho se realizar. Mãos à obra!

Posto abaixo mais algumas fotos da parte final da nossa temporada de Casamento em Santorini de 2017. Espero que sirva de inspiração! Mil beijos!

Casamento em Santorini 9
Casamento em Santorini – Ana e Luiz
Casamento em Santorini 9
Casamento em Santorini – Giu e Marcos
Casamento em Santorini 9
Casamento em Santorini – Anna e Junior
Casamento em Santorini
Casamento em Santorini – Yasmin e Diego
Casamento em Santorini
Casamento em Santorini – Joanna e Nathan
Casamento em Santorini
Casamento em Santorini – Evelin e Nildo

Roteiro para Creta: como explorar a maior ilha da Grécia

Se você acompanha o blog, já deve ter percebido. Eu amo a Grécia! E as ilhas gregas, então…..!

E neste post vou compartilhar com vocês uma sugestão de roteiro para Creta: como explorar a maior ilha da Grécia. Já vou avisando que meu roteiro é nada óbvio e meus passeios são baseados nas minhas pesquisas e não tanto no “obrigatório”.

A primeira coisa que você tem que saber sobre Creta é que ela é a maior ilha da Grécia 😉 São três aeroportos, são mais de 350 praias espetaculares e muitos e muuuuuuitos quilômetros de costa exuberante. Se é isso que você quer nas suas férias, a ilha de Creta é seu lugar!

Mas todo bom roteiro para Creta também deve incluir algumas cidades importantes, e claro, muita história 🙂 se tem uma coisa que faz meu coração bater mais rápido em Creta é a importância história daquele canto do mundo. Me chamem de cafona, eu sou mesmo, mas eu admiro muito a bravura do povo cretense (“aqui não é Grécia, é Creta!”) e sua história de resistência frenética frente aos violentos invasores ao longo de muitos e muitos anos.

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (13)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia

Bom, dito isso, aviso que neste post vou falar do roteiro que fiz em Creta na minha última ida a Grécia. Só para esclarecer, foi minha terceira vez na ilha de Creta, então caprichei para explorar uma parte da ilha que tinha me dado muuuuita mas muuuuita vontade de conhecer melhor nas duas primeiras viagens.

Para os interessados em roteiros para Creta e Grécia, aqui tem mais alguns posts com dicas úteis, histórias curiosas e fotos maravilhosas da ilha de Creta:

Dicas de Creta,  da cidade de Chaniá e da praia de Elafonissi

Dicas de Creta, Grécia: Monastério de Arkadi

Veja Creta pelas lentes de um Fotógrafo de Casamentos na Grécia

Então, vamos à sugestão de Roteiro para Creta!

O meu ponto de chegada em Creta foi cuidadosamente escolhido para que eu pudesse aproveitar o máximo de tempo no lado oeste da ilha, então escolhi chegar pelo aeroporto de Chaniá.

Existem muitos voos bons e baratos no verão e Chaniá é uma cidade mega charmosa com um zilhão de opções de acomodação. 🙂 Mas eu confesso que escolhi Chaniá porque eu queria ficar mais uma vez na região de Akrotiri (isso mesmo, tem Akrotiri em Creta também 🙂 ) e de preferência, colada na praia do Stavrós. Sim, a praia do Zorba! Olha que visual…:)

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (7)
Praia do Stavrós, também conhecida como praia do Zorbás
Roteiro para ilha de Creta na Grecia (6)
Praia do Stavrós, também conhecida como praia do Zorbás

Foi bem na frente dessa montanha que o personagem Zorbás dançou o sirtaki mais famoso do mundo 🙂 mas muito além disso, a praia do Stavrós oferece beleza natural e muita tranquilidade.

Eu amo aquele lugar!

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (3)

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (3)

E a cor da água?? Esta praia é perfeita para crianças e quem gosta de mar calmo.

Então, escolhi a praia do Stavrós para relaxar e curtir um pouco de férias, e foi lá que meu roteiro não óbvio começou. E lá fui eu em busca de programas super especiais na ilha de Creta, na Grécia.

Um ponto turístico super comentado pelos jovens gregos viajantes é o Seitan Limania. Mas quando eu pedi informações aos locais, os moradores de Creta falaram que o lugar é muito pequeno e que dá muito trabalho para chegar lá e por isso, é besteira dedicar um dia para conhecer o Seitan Limania. E como ele fica na mesma região de Creta, resolvi dar uma espiada no local para tirar minhas próprias conclusões.

Minha opinião: o lugar é maravilhoso SIM, e vale aquela visita talvez para ver com os próprios olhos que esta belezura existe. NÃO É FILTRO, GENTE, É DEUS MESMO!

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (10)
Roteiro para ilha de Creta na Grecia: Seitan Limania

Mas também é pura verdade que o local é bem pequeno (a praia é só um pedacinho de areia) e que tem que pegar uma estrada super curvilínea + chegar cedo para ter onde parar + descer uma ribanceira que mal tem trilha marcada= os locais também estavam certos.

Eu não aguentei a caminhada e desisti nos primeiros 10 metros. Mas o lugar é lindo e se estiver passando por lá, vale a visita:

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (10)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Seitan Limania
Roteiro para ilha de Creta na Grecia (10)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Seitan Limania.

Bom, bora para a estrada de novo:)

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (13)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia

A saber: a apenas alguns quilômetros de Akrotiri já se encontra a cidade de Chaniá, e a arquitetura do local é um charme.  E é ali que você encontra muitas tavernas gregas, alguns museus, lojas de souvernirs e moda e artigos de couro tradicionais de Creta. Um programa imperdível é uma caminhada pelo porto veneziano de Chaniá no entardecer.

O pôr do sol é um espetáculo à parte.

roteiro para Creta Grecia (24)
Roteiro para Creta: Chaniá
roteiro para Creta Grecia (24)
Roteiro para Creta: Chaniá
roteiro para Creta Grecia (24)
Roteiro para Creta: Chaniá

E como já falamos neste post, tem muita coisa legal sobre Chaniá, em Creta aqui.

Partindo de Chaniá, decidimos conhecer uma região não muito famosa e não muito comentada pelos brasileiros que viajam: a praia de Frangokastello, na região de Sfakiá, no sul de Creta.

Eu sou sempre aberta nos posts então tenho que dizer que fui lá pensando uma coisa e saí de lá com um nó na cabeça (#whaaaat?). Não é que foi um decepção, foi uma surpresa maluca.

Pois é, coloquei Frangokastello no meu roteiro porque queria visitar o famoso castelo veneziano, construído a beira do maravilhoso mar da Líbia. E check, o castelo estava lá, mas era bem pequeno e meio esquisito. E o mar da Líbia também estava lá, mas esta praia na frente do castelo não chega nem aos pés das outras praias de Creta. E o almoço que fizemos em uma taverna local foi tão estranho que achei que o garçom idoso era um fantasma.

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (13)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Frangokastello
Roteiro para ilha de Creta na Grecia (13)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Frangokastello

No entanto, eu amei o passeio até Frangokastello. Me explico. A estrada que liga Chaniá até a região de Sfakiá é uma bela estrada, pois ela atravessa vários trechos do desfiladeiro de Samaria, um dos maiores da Europa. Outra coisa impressionante foi observar que cada uma das placas nesta estrada estava cheia de furos causados por armas de fogo. TODAS.

No começo, achei isso meio assustador mas depois li sobre o assunto, e entendi que aquela região de Creta é uma das que mais sofreu com as invasões. A marca da violência atrelada à necessidade de sobrevivência dos cretenses ali é bem evidente. Muitas vilas foram desabitadas devida à invasões, brigas de território que rolavam até há pouco tempo. Fala-se de um povo nômade que vive dentro do desfiladeiro, fala-se deles com respeito e medo.

A importância do castelo nunca foi de fato seu tamanho ou beleza. O castelo é um símbolo da resistência, ocupado, destruído e reconstruído ao longo dos anos. Assim como a alma do cretense, o castelo é despretensioso mas secretamente invencível. Quando eu entendi o contexto, eu amei aquele lugar.

Ah, sobre os fantasmas. Testemunhas afirmaram e viajantes malucos vão (anualmente) conferir a procissão dos fantasmas que rola na frente do castelo. Frangokastello é isso: tiros, histórias e muitos mistérios – então tive certeza: o garçom era um fantasma!

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (13)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Frangokastello

Depois que passamos por Akrotiri, Chaniá e Sfakiá seguimos para um dos cartões postais mais impressionantes de Creta: A PRAIA DE BALOS.

Este lugar é impressionante. Todas as fotos do post são SEM FILTRO NENHUM.

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (17)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos

Quando eu lembro do dia que visitei a praia de Balos, em Creta… vem todo tipo de sentimento à tona. O calor era intenso (era final de Agosto, mês mais quente do ano), a caminhada era longa, mas a cor da água em contraste com o solo era tão hipnotizante que foi impossível resistir. Descemos pela trilha. Lá de baixo, bem no meio da praia de Balos, a gente vê o mundo assim:

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (22)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos

E assim:

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (20)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos
Roteiro para ilha de Creta na Grecia (20)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos

E também assim, olhando para o outro lado:

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (20)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos

E ainda um outro ângulo:

Roteiro para ilha de Creta na Grecia (20)
Roteiro para ilha de Creta na Grécia: Praia de Balos

Em uma parte da “lagoa” de Balos, as águas são mornas. Em outra parte, dá para sentir uma corrente mais fria. Em todos os cantos, a praia de Balos é maravilhosa. Eu queria ver o entardecer ali e ainda dormir embaixo daquele céu.

Mas não foi desta vez que vi o céu negro com as estrelas da praia de Balos. E aí eu tive que voltar, assim que o sol ameaçou ficar mais manso 🙁 a caminha da subida foi muito intensa para mim e para muitos outros que tiveram que parar, deitar e ser abanados (hoje eu dou risada, mas no dia quase fiz c***** na calça de tanto sufoco!). Então, se for a Balos, lembre-se de levar muita água para a subida e também coisinhas doces e salgadas (o que melhor funcionar para você) no caso da pressão cair….queria que alguém me desse esta dica (óbvia) antes!

No final, deu tudo certo, e assisti ao pôr do sol da praia de Falasarna – outro super ponto que eu gostaria de voltar e explorar mais (nem tirei foto depois do sufoco kkkkkk).

Então fica a promessa de mais um post sobre Creta para o futuro! Com certeza, ano que vem voltarei lá!

Espero que vocês tenham curtido sobre minhas impressões e dicas de roteiro para Creta, na Grécia! 🙂 Te encontro pelo mundo! Beijos!]

10 motivos para amar Mykonos

Queridos leitores,

estou de volta no Brasil e vocês sabem o que isso significa: hora de organizar as fotos das últimas viagens e escrever os posts mais carinhosos e informativos para vocês 😉

Mais uma vez, tive a oportunidade de passar o verão nas ilhas. Agradeço a Deus todo dia pela minha vida e pela chance de viver entre Santorini e Brasil 🙂 E no último verão, além de visitar Santorini e outras ilhas, voltei para a ilha de Mykonos por mais uma vez.

A sensação da chegada em Mykonos é sempre a mesma: que energia fantástica, eu quero ficar aquiiiiiiiiii!

Mykonos o que fazer (18)
Mykonos, a chegada

Se você acha que Mykonos é só balada, descubra aqui que é muito mais! Se você busca um post com mais informações sobre Mykonos, dicas do que fazer em Mykonos e ainda se você não tem certeza se deve ou não incluir Mykonos na sua viagem pela Grécia, leia aqui: Ilha de Mykonos, vou ou não vou?

E o post de hoje é a minha lista com 10 motivos para amar Mykonos!

Espero que ele sirva de incentivo para que você marquem a viagem até a Grécia e às ilhas gregas! Bora lá?

Motivo número 1) , na minha lista sobre o que eu amo sobre Mykonos:

As praias!

Se toda vez que você pensa em ilhas gregas você se imagina nadando em águas claras, caminhando por areias brancas….BINGO! Você vai amar as praias de Mykonos, pois a costa da ilha toda está cheia de praias maravilhosas com uma super estrutura. E claro, as praias de muitas outras ilhas gregas também são de areias brancas e de mar verde esmeralda, mas é bom deixar claro que a nossa queridinha Santorini não tem praias de areias brancas!

E o combo paraíso natural + super estrutura faz de Mykonos uma das ilhas mais visitadas todos os anos!

Mykonos o que fazer (19)
As praias de Mykonos
Mykonos o que fazer (17)
As praias de Mykonos

Motivo 2) para amar Mykonos:

“Little Venice”

Mykonos o que fazer (4)
Little Venice, em Mykonos

Isso, aquela foto do cartão postal que você já viu. As casinhas beijando o mar, os restaurantes que servem um pouco de tudo e principalmente frutos do mar frescos, ah e claro, o vinho no pôr do sol….. 😉 Nós amamos a Little Venice!

Motivo número 3) para amar a badalada Mykonos

A cidadezinha de Chora

As ilhas gregas “têm essa mania” de ter cidadezinhas fofas que os locais chamam de Chora! Também conhecida como Mykonos Old Town, Chora é um conjunto de ruelas e casinhas brancas, pequenos hotéis, cafeterias e restaurantes, lojinhas de souvenirs e baladas – só que eleva isso a milésima potência em termos de charme e de sofisticação = Chora é a tradicional cidadezinha de ilha grega, só que com a cara (e o preço) de Mykonos.

Mas cuidado, a cidadezinha é um labirinto e é super super fácil se perder e passar mil vezes na frente da mesma loja até achar o seu caminho de volta. E isso é parte da diversão (ainda mais se a gente já “tomou uns golo e já está mais prá lá do que prá cá…).

Mykonos o que fazer (12)
Vista do meu quarto, Chora
Mykonos o que fazer (2)
Vista do meu quarto, Chora

Motivo número 4) para amar a Mykonos dos cartões postais

Os Moinhos

Sim, eles são demais. E a vista de lá é dez também. De perto, eles são ainda mais lindos!

Mykonos o que fazer (3)
Moinhos, em Mykonos

Motivo número 5) para amar Mykonos

A cor das águas

Não tem como ignorar o fato de que as ilhas gregas cíclades são um paraíso natural pra lá de abençoado. A cor da água, geeeeeente, a cor da água é uma coisa que sempre me impressiona em Mykonos. Sabe aquela que a gente fala: “a água era transparente!”…? Pois é, isso nas ilhas gregas é lei. Em Mykonos, ela é transparente e ainda azul turquesa/verde ou algo assim 😉

Mykonos o que fazer (1)
Praias de Mykonos

Motivo número 6) para visitar Mykonos

O fácil acesso!

Mykonos o que fazer
Cruise Map, Mykonos

Você pode chegar de barco direto de Atenas, em uma viagem relativamente curta. No verão, são muitos voos que chegam da Europa toda 😉 E quase todos os cruzeiros passam por lá. Motivo número 7) para colocar Mykonos na sua wishlist:

O pôr do sol é um super evento.

Eu sou um pessoa obcecada por pôr do sol. E faço questão de assistir o espetáculo do sol se pondo todos os dias (possíveis) da minha vida – ainda mais nas ilhas gregas! Então posso falar que o pôr do sol em Mykonos é um show a parte. E dá para escolher onde assistir, são várias opções que vão atender todos os bolsos e gostos.

Mykonos o que fazer (2)
Pôr do sol em Mykonos

Motivo número 8) para amar Mykonos:

O céu após o por do sol é inesquecível.

Para, respira, agradece a Deus e segue em diante. Sua vida nunca mais será a mesma!

Céu em Mykonos

Motivo número 9) para amar Mykonos

A atmosfera de liberdade

Aquela ideia “quer ficar pelado, fica – quer ficar de roupa, OK” é uma fator que me faz curtir a atmosfera de Mykonos. Não que eu caminhe pelada por aí, mas gosto da ideia de vários seres humanos em uma praia e cada um curtindo da maneira que mais lhe agrada 😉

Mykonos o que fazer (14)
Eu, feliz da vida, em Mykonos 🙂

Motivo número 10) para amar Mykonos

As Baladas

É lá que você vai poder participar de muitas das festas mais sensacionais das ilhas gregas! Se você curte “o dia”, os beach bares da famosa Paradise e da Super Paradise são seu destino. Se você curte “a noite”, opções também não vão faltar.

Queridos, tudo que escrevo aqui é fruto da minha experiência, ok? Não sou especialista de viagem em Mykonos e nem pretendo afirmar que o que disse aqui é tudo sobre o assunto. Só penso em dividir um pouco do que aprendo pelas minhas viagens e espero inspirar todos vocês para este destino maravilho:  Mykonos e as ilhas gregas! Se quiserem comentar e acrescentar dicas, sejam bem vindo!

Mil beijos!

Mais informações sobre Mykonos aqui.

Viagem de barco pelas ilhas gregas – o que ninguém te conta!

Viagem de barco pelas ilhas gregas: love it or hate it? (os dois!)

Eu acabei de voltar de mais uma viagem pelas ilhas gregas (Paros – Santorini) DE BARCO, é claro, meu jeito favorito de viajar pela Grécia. Mas posso falar, toda vez que chego em casa (na casa de Santorini:) ), penso a mesma coisa: eu sou meio maluca 😉 viajar de barco, no verão, aqui na Grécia é uma p*** saga!!

Me explico: é muito cheio, mas muuuuito cheio, ainda mais se você escolher fazer a rota badalada que inclui Santorini…ou Mykonos….ou Milos….ou Zakynthos…ou Rhodes! Ou Creta!! Mas, tenho que confessar, a viagem também é maravilhosa! É uma oportunidade única de ver todas as cores do mediterrâneo, de ver direto do deque o sol nascendo ou se pondo, de sentir o vento no rosto naquela imensidão azul……Ah….. Assim como tudo na Grécia, a viagem de barco pelas ilhas gregas é metade paraíso, metade inferno 🙂

Então, antes de sair pensando que quer ignorar todas as rotas marítimas gregas, lembre-se de que os aeroportos não são tão exuberantes assim 🙂 pois é, senta e lê o post até o final que vou te contar porque continuo viajando de barco 🙂 e tem mais de 10 verões que venho para as ilhas gregas!

A forma mais óbvia e fácil de viajar pelas ilhas gregas é de barco.

Mas você só vai perceber isso se pesquisar as rotas de barco antes de definir os destinos. E não o contrário, mas isso nunca ninguém te falou, ne? Pois é!!!!! Não adianta querer fazer as famosinhas da vez Zakynthos, Milos e Creta numa paulada só! Não tem tantos barcos conectando e os voos vão te levar sempre até Atenas antes de chegar na ilha destino. Uma mega perda de tempo, a não ser que voce tenha muitos dias de viagem pela frente.

E como conseguir aproveitar o tempo da melhor maneira se a viagem de barco é tão longa?

Pensa comigo:

Primeiro, você vai chegar em Atenas. Se tem apenas 2 a 3 dias, o mais interessante a fazer é visitar as ilhas gregas lindas e próximas de Atenas: Poros, Eigina, Hydra 🙂 Amo todas! Cada uma tem seu charme e importância histórica!

Mas elas não são tão famosas…?

Mais um motivo!! Os melhores segredos ainda estão guardados e só os viajantes gregos desfrutam desses pequenos paraísos 🙂 Conheço as três ilhas e super recomendo para quem tem pouco tempo na Grécia. O cruzeiro de um dia que passa pelas três também é uma ideia para quem tem menos tempo ainda.

Tá, mas eu quero conhecer Santorini e Mykonos!!!

Ok! Nada mais justo, todo mundo sempre fala de Santorini e Mykonos 🙂 Bora lá! Mas o que você precisa saber antes de mais nada é a realidade: se você tem apenas 2 a 3 dias, escolhe uma das duas ilhas gregas. Eu prefiro Santorini (precisa falar?) mas Mykonos é perfeita se você quer praias brancas e festa. Santorini é sensacional se você é romântico ou curte um vulcão 🙂 e para os loooooucos, os artistas, os sonhadoressss (me encaixo em todas as categorias anteriores e você?).

Assim que escolheu uma das duas ilhas gregas famosas (Santorini ou Mykonos), aí é só comprar seu ticket para a viagem de barco saindo de Atenas. Existem vários preços, vários barcos e se quer saber minha sugestão, eu sempre viajo de Blue Star e pego cadeira numerada (air seats). A viagem é mais longa de ferry do que de barco rápido, mas é que se ventar demais o barco rápido pode chacoalhar ou nem sair do porto. Os ferries seguem pelos mares enfrentando Poseidon a torto e a direito!

Piadas a parte, a viagem é super segura e a Grécia leva muito a sério este lance do clima. Se o barco vai sair, é porque está seguro, ok? E os ferries quase não balançam, não dá medo, nem enjoo 🙂 Mas é claro que se tiver muito vento, vale a pena ter um dramim no bolso.

Tá, mas eu quero conhecer AS DUAS ILHAS GREGAS FAMOSAS: Santorini e Mykonos!!!

Se esta é a sua vontade, dedique uma semana para conhecer Santorini e Mykonos. Vá primeiro de Atenas para Santorini – fique 4 dias por lá – e depois de Santorini para Mykonos – e fique 3 dias lá 😉

Pode ser que você leu em algum lugar que  2 dias em Santorini é suficiente. Você quer só tirar meia dúzia de fotos ou quer conhecer a ilha de Santorini? Eu venho pra cá tem 10 anos e já morei aqui e até hoje não conheço todas as atrações que a ilha tem! Se alguém acha que 4 dias é muito, aff, aqui vai minha sugestão de roteiro:

dia 1: chegada na ilha + passeio em Fira a tarde, drink para ver o pôr do sol, jantar na caldeira e balada até o amanhecer

dia 2: passeio de barco para o vulcão, termas e Thirassia (VALE MUITO MUITO A PENA! me diga, quando que você vai caminhar em cima de um vulcão?) ou ainda o passeio de veleiro com festa em alto mar 😉

dia 3: Visita à região de Akrotiri, sítio arqueológico + praia vermelha + almoço na praia branca + tarde em Oia com o pôr do sol mais famoso do mundo e jantar sensacional na baía de Amoudi! 🙂

dia 4: Caminhada pelo Skaros, ou para Fira antiga, ou pelas vilas tradicionais, festa em beach bars em Perissa e Perivolos, degustação no pôr do sol nas vinícolas, jantar no Pyrgos….

TEM MAIS 🙂 Muito mais! Mas acho que vocês já entenderam! Se precisar de mais info sobre Santorini, me manda um email luana.sarantopoulos@gmail.com 🙂 Respondo com alegria!

Viagem de barco pelas ilhas gregas: “as outras ilhas”!

Chega de falar de Mykonos e Santorini. Tem muita ilha grega maravilhosa por aí pra gente explorar!! Comida boa, ilhas tradicionais, riqueza história, hospitalidade grega, tem pra todo lado na Grécia!

Então qual a melhor maneira de viajar de barco pelas ilhas gregas?

ESCOLHER UM GRUPO DE ILHAS e focar nos pontos fortes de cada uma.

Eu sei que não tem tanto material de qualidade sobre as ilhas gregas por aí (não em português, 🙁 ) mas quem pesquisar em inglês vai achar muita coisa legal. Posso comentar apenas sobre as viagens que fiz, minha opinião, ok? Então,sobre a minha experiência o que aprendi foi o seguinte:

  • Vale a pena focar nas Cíclades, se você curte o visual clássico da ilha grega branca com o mar azul (Paros, Naxos, Milos, Ios, Folegandros e por aí vai). Também é uma ótima ideia quando você quer conhecer Santorini ou Mykonos e algo mais…..Ios está tão próxima…… apenas uma hora de Santorini, Folegandros está a pouco mais do que isso 🙂 ;
  • Vale a pena ficar um bom tempo explorando uma única ilha, como Creta (10 dias, 1 mês, 1 vida)- e vale a pena ir de avião direto para Chaniá que tem um bom aeroporto e te deixa perto das belezas naturais absurdas da ilha de Creta;
  • Vale a pena escolher explorar o outro lado da Grécia, as ilhas jônicas, que estão próximas da costa Itália. Se você não está obcecado por tirar um foto da praia do “Navaggio”, em Zakynthos, fique ligado que a ilha de Kefaloniá e a grande ilha de Corfu (também conhecida como Kerkyra) são tão ou mais maravilhosas do que Zakynthos, e têm mais opções com preços melhores. Mas Zakynthos também é linda e é muito mais do que só uma praia, ok? ;
  • Vale a pena sair da rota óbvia e dar um pulo na “distante” e estonteante ilha de Karpathos (voo de menos de 2 horas de Atenas kkkk mas os gregos acham longe porque ela tá longe no mapa kkkkk) . Lá você vai ver um paraíso com cores de caribe e clima de ilha grega 🙂 Os nativos de Karpathos são sensacionais e essa ilha é um verdadeiro diamante grego bruto.

Ainda tem muita ilha linda, gente, mas vou parando por aqui…:)

Para finalizar, quero que você imagine da maneira mais vívida e intensa o cenário que vou descrever abaixo. Não consigo postar uma simples fotografia para ilustrar o que é viajar de barco pelas ilhas gregas, então é assim que começa….:)

Você entra na agencia de viagens para comprar uma passagem para alguma ilha. Você compra, foi fácil e até bem baratinho! Você já sabe que a viagem é longa, mas ok, é só carregar o Iphone e bora lá 😉 Você relaxa. Aí a coisa começa a se enrolar. Você deixa para contratar o transfer em cima da hora porque ninguém te avisou que não é tão fácil achar um táxi em 2 minutos no meio do verão grego. O motorista te pega agitado e o carro sai voando pelas ruas da ilha. Ao chegar no porto que está entupido de pessoas, cargas, carros e caminhões para todos os lados, você sente que o calor está infernal. Você não sabe o que fazer, mas o motorista grita que você tem que descer e aí começa a saga de arrastar a mala até descobrir qual é o seu barco (você não imaginava que tinha vários barcos). Quando o seu barco aponta, a multidão se agita e os chineses saem atropelando todas as pessoas, acho que eles não enxergam bem com o calor das ilhas gregas. Os gregos, em sua maioria, não entendem o conceito de FILA ou fingem que são chineses (haha! não resisti – mas não quero ofender ninguém – sorry!) e também te acotovelam e você decide que vai ter que ser bruto e rápido para subir no barco. Ufa, entrou no ferry gigante e está quase sem forças para arrastar a mala adiante, mas não sabe onde colocá-la. O jeito é subir todas as escadas para descobrir que deveria ter deixado a mala logo na entrada do barco. Não tem mais como voltar por causa da multidão que só segue um fluxo e você tem que achar um assento de qualquer maneira, porque aquele ticket baratinho que voce comprou é da cadeira não numerada, ou seja, qualquer local é seu. Ou melhor, nenhum assento é seu. Aí você vê todas aquelas pessoas que sentaram em uma cadeira, botaram o pé em outra e a bolsa em uma terceira. Você pede para usar a cadeira, a pessoa fala que está ocupada. Você tenta ainda dar algumas voltas pelo barco e inveja as pessoas que tem cadeira numerada ou assentos em primeira classe. Ai você aceita a sua realidade e vai caminhando para a parte de fora do navio. Seguindo o cheiro da comida, sente algum alívio quando passa pelos restaurantes movimentados e sai pela porta do limbo.

Encontra o mar azul, enxerga a caldeira de Santorini se despedindo aos poucos, com as casinhas brancas e as rochas negras…..o vulcão, nossa majestade também está presente.

A porta do paraíso se abre.

Aí sim, a viagem de barco pelas ilhas gregas começa.

Um videozinho antigo de uma das minhas chegadas em Santorini – para descontrair! No meu canal do Youtube tem muita coisa legal sobre as ilhas gregas – corre lá! Mil beijos!!!