Giro pelo mundo · Uncategorized · Viagem · Viagens

10 passeios imperdíveis para fazer na Patagônia!

Queridos amigos!

Este ano tem sido uma jornada e tanto para mim 🙂 Muitas viagens e muito trabalho (amém!), e pouco tempo em terra firme para colocar a vida em dia. Acabo de voltar de viagem da Argentina e tenho dicas de passeios imperdíveis para fazer na Patagônia. Não importa se você é do tipo que curte  disposição e aventura ou se você é do tipo vi-tirei foto-comi bem-tô feliz 🙂 Existem várias opções de passeios na Patagônia para todos os tipos de viajantes!

o-que-fazer-na-Patagonia-(19)

O que você precisa saber sobre a Patagônia

Abaixo farei a lista dos 10 passeios mais legais que a gente fez em 12 dias de viagem pela Patagônia Argentina (então se você quer ir direto ao  ponto, vá direto para a lista embaixo do título “10 passeios……”). Mas antes de mais nada quero dizer que a gente viaja bastante, durante o ano, para vários lugares diferentes, mas que procuramos a Patagônia porque queríamos unir natureza com conforto.

No ano passado, conhecemos a Islândia e foi uma das viagens mais lindas da minha vida (para ver a série de posts acesse aqui), então a gente queria ir para outro destino inóspito e gelado, no estilo “pouca gente e muita natureza”. Como a gente mora com mais umas 20 milhões de pessoas em São Paulo, curtimos férias em lugares vazios 😉 E a Patagônia foi o destino ideial, porque além de uma ou outra “cidadezinha base”, só se vê a natureza exuberante (às vezes deserto, às vezes gelo e às vezes bosque) ocupando cada metro dessa região do mundo.

o-que-fazer-na-Patagonia-(67)

Importante: a tentação de querer conhecer vários locais (fazer a Patagônia Argentina e a Chilena, fazer a Patagônia Atlântica e a Andina, alugar um carro ou uma moto ou uma bike por um mês e conhecer cada cantinho da Patagônia) É ENORME. Mas na prática, se você tem poucos dias (a gente tinha doze dias) não ouse fazer tanta coisa, pois as distâncias são enormes e o clima é muito instável, ou seja, planos vão por água abaixo a todo instante. É bom ter pelo menos três dias em cada lugar para poder aproveitar os passeios mais interessantes da região.

Mais importante ainda: fomos no verão, em fevereiro, e mesmo assim é frio pacas. Mesmo quando as temperaturas sobem, tipo 10 graus, o vento gelado faz a sensação térmica cair para zero ou menos ainda. Leve muita roupa de frio, casacos impermáveis e botas de caminhada,

Como escolher onde ficar na Patagônia?

Nós queríamos, basicamente, fazer alguns passeios diferentes mas sem perder horas em vôos ou estradas. Então escolhemos dois pontos principais e fizemos a nossa programação ao redor deles. As cidades escolhidas foram: Ushuaia e El Calafate.

Ushuaia – a cidade que fica mais ao sul do mundo (Fin del Mundo)

É do Ushuaia que saem todos os navios, cruzeiros e expedições rumo à Antártida! Nós nos empolgamos demais com a ideia e tentamos pegar um “last minute deal”, já que é oferecida alguma promoção para estes cruzeiros em cada esquina de Ushuaia. Só que os preços começam a partir de 6 mil dolários por pessoas (ai!) e o cruzeiro de menor duração dura 10 dias… Ficou para a próxima!

passeios-para-fazer-na-patagonia

Ushaia é uma cidadezinha bem simpática, simples e relaxada, onde se vêem mochileiros e viajantes por todos os lados. A rua principal é a San Martín, onde ficam os restaurantes, lojas, bancos e tudo mais que você pode precisar. Não se iluda achando que vai comprar roupa de frio barata lá, é tudo “meio/muito caro”, afinal Ushuaia é longe pra burro de tudo que é lugar (quatro horas de vôo de Buenos Aires, hello) e depois dali, é só o pólo sul (adoro essa ideia! kkk). As únicas coisas mais em conta são comida e bebida, eba, muito vinho bom em ótimos preços!

Ficamos seis dias em Ushuaia, nos hospedamos no Las Hayas Resort, alugamos um carro e amamos tudo por lá! Se quiser saber mais sobre Ushuaia, veja o meu vídeo com dicas no Youtube)

Como já mencionei, chegamos em Ushuaia por um vôo que veio de Buenos Aires (quatro horas de viagem). Depois, fomos de avião de Ushuaia para El Calafate (foi pouco mais de uma hora de viagem).

El Calafate – a cidade que fica próxima ao Glacial Perito Moreno

A cidade de El Calafate também tem uma rua principal chamada San Martín, com lojinhas, bancos e restaurantes. A primeira vista, ela parece mais bem cuidada e “mais rica” do que Ushuaia, e quando vi os preços dos passeios tudo fez sentido para mim! Preços salgadinhos para os passeios, para as entradas nos parques e por aí vai…mas ó, beleza igual aquele canto do mundo eu nunca vi, então a gente gasta com gosto 😉 kkkk

o-que-fazer-na-Patagonia-(78)

Ficamos quatro dias em El Calafate e nos hospedamos fora da cidadezinha em um super hotel na frente do Lago Argentino (Design Suites Calafate, tinha uma spa também 🙂 ). Como a gente queria sossego (e o táxi não era caro), a distância não foi um problema. Além do mais, a maioria dos passeios já têm incluído transfers de ida e volta, assim eles buscam e entregam os turistas nos respectivos hotéis.

El Calafate é a cidade base para conhecer o Glacial Perito Moreno, mas se liga que o Glacial está dentro do Parque Los Glaciares (que tem uma série de passeios massas) que está a uma distância considerável da cidade, assim todos os passeios duram o dia inteiro (só para ir e voltar é uma hora e meia ou mais, cada trecho). Mas o visual é maravilhoso então nem dá para sentir a distância – só não dá para programar fazer vários passeios no mesmo dia sem ficar exxxxxausto.

Em El Calafate não alugamos carro, contratamos os passeios com transfers porque em muitos locais o acesso para carros era limitado. Então agora que você já entendeu a base para os passeios, finalmente, vou falar dos….

10 passeios imperdíveis para fazer na Patagônia!

1) Parque Nacional Tierra del Fuego

Cidade Base: Ushuaia

Comentários: Nós visitamos este parque por dois dias, porque tinha bastante coisa legal para ver e fazer: várias caminhadas curtas e relativamente fáceis,  o trem do Fin del Mundo, os locais para acampar, as lagoas verde e negra, cenários bem característicos da Patagonia, o correio do Fin del Mundo (e o carimbo para seu passaporte), a placa do  final da Rota 3 e uma empanada de carne que eu adorei.

Uma boa ideia é visitar de carro porque dá para passar o dia descobrindo as belezas do local. Quem estiver animado pode fazer uma das rotas a pé (a mais fácil é em torno de 2 horas e meia caminhando) e é super tranquilo porque o Parque tem excelente sinalização.

Lá é muito lindo e mega relax!

passeios-para-fazer-na-patagonia1

o-que-fazer-na-Patagonia-(22)

o-que-fazer-na-Patagonia-(10)

o-que-fazer-na-Patagonia-(24)

2) Passeio de veleiro pelo canal de Beagle (isso, pinguins!!!!!)

Cidade Base: Ushuaia

Comentários: para mim, “andar” de barco já é a atração em si. Mas este passeio no veleiro Paludine foi uma aventura a parte! Por causa do vento frio, a gente usou aquelas roupas amarelas de marinheiro por cima da nossa roupa e o staff super legal do veleiro sempre trazia chocolate quente, chá ou café. O vento, quando batia com vontade, empolgava a gente no veleiro, mas tem que gostar de velejar para se divertir, né?! Para quem quer algo mais tranquilo, existem passeios em barco maiores, para até 300 pessoas.

Ponto alto: os pinguins e os lobos marinhos!

Esse passeio, seja de veleiro ou outros barcos, é um dos mais legais da viagem! Imperdível!

o-que-fazer-na-Patagonia-(89)

o-que-fazer-na-Patagonia-(97)

passeios-para-fazer-na-patagonia 2

3) Caminhada até a Lagoa Esmeralda

Cidade Base: Ushuaia

Comentários: Não, não é parecido com algo que você já viu na vida. A “Laguna Esmeralda”, com certeza, entrou para a minha lista de top 5 lugares mais lindos que já vi. A caminhada é de quase 9 quilômetros ao todo  (contando ida + volta) e nós pegamos muita mas muuuita lama no caminho. Ainda assim, fomos um dos primeiros a chegar no local e a paz que eu senti quando vi esta lagoa é uma das coisas que nunca vou esquecer. A caminhada é de dificuldade média (eu achei média-difícil 😉 )

Dica: vá de manhã cedo, comece a caminhada em torno das 8 da manhã e leve um snack para a hora do descanso.

o-que-fazer-na-Patagonia-(28)

o-que-fazer-na-Patagonia-(31)

o-que-fazer-na-Patagonia-(36)

4) Caminhada para o Glacial Martial

Cidade Base: Ushuaia

Comentários: A gente já estava hospedado em um hotel que era no caminho do Glacial Martial, então não podíamos perder a chance de dar uma espiada. Fomos de carro até o pé da montanha, onde tem um estacionamento, algumas lojas de souvernis e uma casa de chá 😉 e de lá começamos a subida a pé. A vista do Glacial é bem bonita e a vista do Ushuaia do alto é estonteante.

Na foto não parece, mas a subida é bem puxada. É bom ir no começo do dia e reservar umas três horas, no mínimo, para ida e volta.

o-que-fazer-na-Patagonia-(100)

5) Ir até o ponto mais alto de Ushuaia para ver o nascer do sol

Cidade Base: Ushuaia

Comentários: show da natureza!

o-que-fazer-na-Patagonia-(102)

6) Nativo tour + jantar na caverna

Cidade Base: El Calafate

Comentários: este passeio foi animal! Existem duas opções: fazer com almoço ou jantar, nós fizemos no final do dia e comemos o jantar na caverna 🙂 Basicamente, é um passeio de jeep para dentro de uma área que parece um deserto (mas que está do lado do Lago Argentino) até que encontramos as pinturas rupestres nas cavernas. O guia era muito empolgado e explicou tudo sobre as civilazações antigas da Patagônia enquanto caminhávamos e observávamos as pinturas originais. No final da caminhada, chegamos em uma caverna grande onde o delicioso jantar (ensopado de cordeiro +mousse de chocolate) foi servido de uma maneira “nativa”, saindo de um caldeirão 🙂 vinho liberado e atmosfera super animada!

o-que-fazer-na-Patagonia-(38)

o-que-fazer-na-Patagonia-(43)

7) Caminhar ou dirigir por uma parte da Costanera

Cidade Base: El Calafate

Comentários: a minha sugestão é basicamente andar ou dirgir em torno do Lado Argentino, na Costanera, e parar onde der vontade. Se estiver a pé, cuidado com o vento. Se estiver de carro, leve um vinho (#sópensanisso) e alguns snacks. O visual é lindo, é bem vazio e super relaxante.

o-que-fazer-na-Patagonia-(44)

8) Cruzeiro Gastrônomico pelos rios de gelo (Glacial Upsala e Spegazzini)

Cidade Base: El Calafate

Comentários: Um dos pontos altos da viagem  – já viram que eu amo barco, né?! Escolhemos o cruzeiro gastronômico porque eu e meu marido curtimos gastronomia, mas existe uma outra opção de passeios mais econômica (sem a parte grastronômica, é claro) que faz uma parte dos rios de gelo. Então, a gente escolheu a opção mais top e este foi o passeio mais caro da viagem, em um barco confortável, com um menu delicioso e vinhos excelentes. Amamos!

Mas é claro, né gente, que a parte mais impressionante do passeio é a natureza ao redor. Os não tão famosos Glaciais Upsala e Spegazzini (vocês sabem, neste Parque Los Glaciares, o Glacial Perito Moreno é o famosinho) são gigantes, bem maiores que o Perito e eles são muito show! Então uma boa parte da navegação é assustadoramente acompanhada com icebergs gigantes e muitas informações bacanas sobre a região. O passeio dura o dia todo e é fantástico 🙂 E eu sou super empolgada kkkk

o-que-fazer-na-Patagonia-(52)

o-que-fazer-na-Patagonia-(65)

o-que-fazer-na-Patagonia-(104)

9) Passeio pelas passarelas  para ver o famoso Perito Moreno

Cidade Base: El Calafate

Comentários: Esta é a versão light de passeio para ver o Glacial Perito Moreno, dentro do Parque Los Glaciares. Existem várias rotas nas plataformas de caminhada, de pequena e média dificuldade, algumas partes são acessíveis para cadeirantes, ou seja, todo mundo consegue dar uma espiadinha para ver essa belezura aí. A caminhada toda deve demorar em torno de 2 a 3 horas, é tudo muito bem sinalizado e existem restaurantes e cafés e ainda uma área de pic nic, próximas ao estacionamento.

o-que-fazer-na-Patagonia-(1)

o-que-fazer-na-Patagonia-(74)

10) Trekking no Glacial Perito Moreno

Cidade Base: El Calafate

Comentários: Se você ama gelo e quiser algo mais aventureiro, a minha sugestão é fazer o trekking no Glacial (tem a versão “mini treking”e a versão “Big Ice”, o que muda é quanto tempo você fica no Glacial). Nós fizemos o mini trekking, que já é mega intenso pois o passeio começa as 8 da manhã e termina as 7 da noite. Depois das caminhadas na plataforma do Perito, da travessia de barco para o “lado de lá” e algum tempo para colocar as botinhas de gelo, finalmente começa o trekking em cima do Glacial Perito Moreno. Eu pirei: teve frio, chuva, vento, sol, cansaço, alegria e uma bebidinha com gelo do glacial no final 😉 Foi demais!

Dica: se você tem algum preparo físico e não tem problema de joelho, dá pra aguentar. Os tours tem ainda restrição de idade e é você que tem que levar seu almoço (lunch box), mas os hotéis preparam uma marmitinha top!

Para mim, foi o melhor passeio da Patagônia! É muito impressaionante!

o-que-fazer-na-Patagonia-(88)

o-que-fazer-na-Patagonia-(88)

o que fazer na Patagonia (82)

Espero que vocês tenham curtido as dicas dos passeios imperdíveis da Patagônia! Tentei mesclar um pouco de tudo que achei especial nessa viagem fantástica até o sul do mundo! Qualquer dúvida ou contribuição, podem escrever 🙂 Até a próxima, leitores! Ah, e o videozinho com dicas do Ushuaia está aqui:   Beijos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *