Conheça Casapueblo: “a casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada…”!

Pessoal,

Quero compartilhar com vocês tudo que aprendi sobre Casapueblo, em Punta Ballena. A visita foi, definitivamente, um dos pontos altos da minha viagem pelo Uruguai 🙂 E se você é da geração que cresceu ouvindo “era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada….” adivinha? Esta casa existe e eu fui até lá! Toquinho imortalizou a letra que Vinícius de Moraes escreveu em homenagem a Casapueblo, em Punta Ballena. Curiosidades a parte, eu adorei o museu, o café, a arte, a casa, a vista e claro, o artista fantástico por trás de tudo!

Ele: Carlos Páez Vilaró, artista uruguaio que nasceu em Montevidéu, em 1923 e pintou até seu último dia de vida, em 2014. Vilaró era um viajante do mundo, teve várias exposições e oficinas espalhados para todo canto, pintou milhares de quadros emocionates e fez murais eternos que fazem parte de história. Achei o máximo ele conseguir ser uma pessoa e um artista tão plural, que conseguia migrar de uma Nova York bombada e rica para uma África miserável a beira de um colapso.

Casapubelo 8 uruguai punta ballena

E entre todas as idas e vindas pelo mundo, Vilaró nos presenteou com muito amor em suas obras nas quais a mulher e o universo feminino são um ponto de destaque. Casapueblo, por exemplo, que hoje é hotel, restaurante, café, museu e ponto turístico coladinho na famosa Punta del Este foi inspirada pelas curvas das mulheres e  foi construído ao longo de 40 anos. Isso mesmo, 40 anos! E além do apoio de muitas personalidades e amigos top famosos (Vinícius de Moraes e Picasso, pra começo de conversa), os pescadores locais e a pequena comunidade de Punta Ballena colocaram a mão na massa, junto com o artista, para fazer Casapueblo virar realidade.

Eu já estava totalmente fascinada pela atmosfera arte/amor/solidariedade quando peguei em mãos um livro de Vilaró. O título me chamou muita atenção: “Entre meu filho e eu, a Lua”. E foi aí que me liguei: um dos filhos de Vilaró estava naquele acidente punk de avião que caiu nos Andes (quem aí não lembra da história terrível daqueles que tiveram que cometer canibalismo em nome da sobrevivência?). Pois bem, quando Vilaró soube do acidente ele foi até a região e fez suas buscas pelo filho durante longos e intermináveis três meses, mesmo quando todos já tinham desistido e “não havia chance de sobreviventes”. No entanto, Vilaró encontrou seu filho e mais 15 pessoas! Diz a lenda que ele foi guiado por videntes, parapsicólogos, sonhos e muuuuuuita força de vontade!

Precisa falar mais alguma coisa? Conheça Casapueblo quando for ao Uruguai, ela fica em Punta Ballena, meia hora de carro de Punta del Este. A entrada é bem conta, em torno de 20 reais (pelo que lembro) e a visita é inesquecível! E mais importante ainda, mergulhe no mundo fantástico de Carlos Páez Vilaró, porque amor e inspiração são bem vindos sempre! Mais info no site do artista http://carlospaezvilaro.com.uy

Fotos do local para vocês 🙂 bjs!

Casapubelo uruguai punta ballena
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo 4 uruguai punta ballena
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapubelo 1 uruguai punta ballena
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai

Casapubelo 7 uruguai punta ballena

Casapubelo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai

Casapubelo 13 uruguai punta ballena

Casapubelo 3 uruguai punta ballena
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai
Casapueblo, Punta Ballena, Uruguai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *