Grécia,  Livros,  Lulu no País das Maravilhas: Especial Grécia,  Santorini,  Sem categoria,  Sonhos e devaneios

Mil passos até aqui

Hoje é um dia muito especial para mim. É o dia que realizo um sonho secreto que venho, alternadamente, alimentando e sufocando ao longo dos últimos dez anos. É o dia do lançamento do meu primeiro livro.

Eu gosto de acreditar que será apenas o primeiro de muitos, mas o primeiro livro, assim como o primeiro beijo, o primeiro namorado, o primeiro homem, o primeiro casamento é muito especial….bem, alguns primeiros têm mesmo o seu lugar assegurado em nosso coração. E sempre terão.

Faz dez anos que me questiono sobre as minhas experiências, que eu me pergunto coisas torturantes do tipo “que merda eu vim fazer nesse mundo?” e por aí vai. Dez anos que sofro calada sobre as dores que senti, que escondo os tombos feios que levei, que calo as dúvidas quanto ao meu caminho.

Dez anos que fiquei tentando me encaixar no modelo de trabalhadora de empresa ou de empreendedora de negócios. Dez anos que tento ganhar a vida labutando insanamente mil horas por dia e acreditando que não se consegue nada sem muito suor. Dez anos sem aceitar que eu poderia ser, no final das contas, “uma artista”.

Dez é um número meio tenebroso né? E dez anos me parece uma eternidade. Olho para trás e vejo que os últimos tempos foram uma jornada tensa e turbulenta, com muitos começos e fins, mudanças de paradigmas e de endereços, de países, de valores…O caminho foi longo e sinto que dei mil passos até aqui, ou melhor, para chegar até aqui. Brasil, Grécia, Belo Horizonte, ilha de Samos, São Paulo, Santorini. Loja – faculdade – loja-  cafeteria – loja – escola de inglês – loja – loja virtual… É, se eu não prestar atenção, vou acabar me convencendo que dei muitas voltas no mesmo lugar!

E será que existe um outro jeito? Um atalho? Um caminho menos sofrido? Será que existe uma cota de dor, ou melhor, de erros que precisamos cumprir? E essa m**** dessa peleja não acaba nunca?

Bem, leitores, não sei se acaba, mas acho que muda. Mil passos lá atrás, eu era uma menina com medo da solidão, mas animada e aflita para me jogar no mundo. Hoje eu prefiro botar um pé antes do outro, e penso duas vezes antes de pular de olhos fechados. Eu não tenho medo da solidão e até gosto dela, eu só tenho medo de fazer as escolhas erradas. Ah, por quê?…Por acaso existe alguma placa óbvia dizendo “escolhas certas”? Não.Não tinha nos mil passos lá atrás e ainda não as vejo.

As muitas vidas que couberam nos últimos dez anos me deixaram cansada como uma velhinha. Eu questionei, inúmeras vezes, se as coisas nunca iriam dar certo para mim, se eu não ia encontrar aquela pessoa especial ou aquele trabalho que eu amo. Questionei a minha missão. Questionei o meu caminho.

Mil passos lá atrás eu não tinha certeza de absolutamente nada, mas hoje acho que tenho menos dúvidas. Aprendi poucas coisas, mas algumas se mostraram lições valiosas. Entendi que eu sou uma sobrevivente, assim como muitas mulheres que tiveram e têm caminhos difíceis, mas eu percebi que eu sou muito mais do que isso. Eu sobrevivi para contar a história, para escolher um novo caminho. E hoje estou aqui fazendo isso, apesar do medo de seguir uma profissão complicada como a de escritora, apesar do apreensão do sucesso financeiro, apesar da desaprovação de alguns. Medo, meus caros, ele existe sim e ele sempre esteve lá. E tenho que ser muito maior do que ele, como sempre tive que ser. E assim como fiz tantas vezes antes, vou pular no abismo de novo, esperando pelo melhor e pronta para o que Deus enviar 🙂 É, algumas coisas não mudam nunca!

Boa sorte para mim e para todos que iniciam um nova jornada e um novo desafio hoje. Parabéns para quem tem coragem de viver por inteiro, quem se entrega para a vida de verdade. Para quem faz seu 50%  (que as vezes parece 2500%) e que acredita que Deus vai prover e entregar o que quer que tenhamos que vivenciar. Aplausos para quem aceita e pula as pedras no caminho sem resmungar tanto, fé para aqueles que precisam levantar mesmo com uma dor quase insuportável. Um bravo para quem quer ir além. Um salve para quem sabe que para viver é preciso muito mais do que estar vivo!

E para todos os outros, coragem. Porque o tempo passa e não se pode voltar no tempo…clichê sim, mas honestidade pura.

É isso aí, hoje é sim um dia especial. Mais uma coisa que risco da lista de tudo que quero fazer enquanto Luana nesse mundo. Mil passos até aqui e uma certeza…..muitos passos ainda estão pela frente.

Agradecimento do tamanho do mundo para todos vocês que estão torcendo por mim, em cada cantinho do mundo! Obrigada mesmo! 🙂

Lulu no Pais das Maravilhas 4

Ei gente, aqui é a Lulu. Sou de família grega e italiana e morei em Santorini. Em 2014, tive o prazer de me casar na ilha de Santorini, lugar mais lindo do mundo! Moro em Amsterdam e viajo todo verão para a Grécia, para realizar o sonho de quem quer casar em Santorini. Pergunte que quiser. 😉

No Comments

Deixe uma resposta para blogalineinlove Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *